Richard Stallman não é a favor de regime cubano

AT – Em sua visita a cuba você disse que o país é um lugar propício para o fomento do software livre. Mas o país é o único latino-americano presente na lista dos 13 “inimigos da internet”, divulgada pela ONG Repórteres sem Fronteiras; O que você acha das restrinções à liberdade de informação em países como Cuba, China e Egito?
RS – Eu não disse isso, queria que você me desse o endereço do lugar que você viu isso para eu mandar uma carta reclamando. Eu disse que, em Cuba, não passa nem pela cabeça das pessoas pagarem por um software, porque não há venda de softwares por lá. Eles têm algumas liberdades, a de trocar com seus amigos, por exemplo, mas não têm outras, a de estudar o código. Cuba não respeita a liberdade e eu sou contra isso. Mas continuo trabalhando pelos software livres com países que não respeitam a liberdade, seja ele Cuba ou EUA.

Fonte: “O software livre é resultado de um sistema social ético” em Blog do Dez! (não descobri como capturar o permalink da entrevista nesse blog)

Esse post é uma homenagem a todos meus amigos que insistem que o doido do RMS aprova o regime cubano que impede que as pessoas decidam suas próprias vidas.

1 thought on “Richard Stallman não é a favor de regime cubano”

Comments are closed.