24 Horas: Invasão Cearense (7 ° temporada)

A sétima temporada da série 24 horas contará a incrível trajetória do agente Jack Bauer contra a dominação cearense que ameaçará a soberania norte-americana e sua hegemonia imperialista!
Não sei se perceberam, mas existe uma organização cearense que já implantou células em todos os cantos desse planeta, quiça no universo (mais aí já é outra história, essa vai entrar na série Star Trek em um futuro próximo), você encontra cearense desde os confins do Alaska até no centro do Gabão! Onde você for andar encontra um cearense perdido (ou melhor, implantado em uma célula dessa organização), é fácil encontrar um, assim como um árabe é distinguível de um americano típico, o que facilita aos agentes Yankees a sua captura, o cearense típico é aquele baixinho, com a cabeça imensa atolada em um pescoço quase inexistente, geralmente um pouco calvo, parece uma naja se preparando para dar um golpe. Na verdade existem dois tipos de cearenses, o que facilita sua distinção, o recém chegado na localização de sua célula, ele é magro e até raquítico e o gordinho, que já escapou da fome apresentando aquela barriguinha parecida com menino ruim cheio de lombriga.
O problema é que o cearense fala uma lingua que se confunde com o árabe, daí a dificuldade de traçar um plano de contra-ataque contra um ataque terrorista cearense, note que você ouve certas palavras oriundas de um cearense: “rahmo-la máh!”; “sei se roh naum”; “noirramo tudim”; “rahmu-lácúlá”; etc.
Mas na mesma medida pode se camuflar em um inglês confuso e esconder a mensagem verdadeira: “don’t thu reim”;”don´t thu ray”;etc.
Essa linguagem própria no dialeto cearensês na verdade esconde uma fantástica criptografia fonética que ludibria os agentes espiões, porque hora significa uma coisa, hora outra totalmente diferente para as mesmas combinações de sílabas, somente alguem nascido no Ceará consegue distinguir de imediato o que significa o balbucio dessas palavras, o que ajuda na camuflagem da guerra santa travada contra o imperialismo yankee.
Implantamos (ops.. assim dá a impressão que faço parte dessa guerra santa, mas nem todos os cearense são fanáticos :d) cearenses em posições estratégicas no globo, desde o faxineiro da rainha da inglaterra ao chefe de cozinha no Bronx em NY, passando pela arrumadeira na casa branca até o limpador de fossa no pentágono, todos estão em posições estratégicas espera do alerta para o ataque.
As células não tem conhecimento de suas operações entre si, cada ataque será organizado de forma assíncrona, pode ser um veneno na buchada de bode oferecida ao chefe do conselho de segurança americano por exemplo.
O cearense é um perigo, ele pode passar escondido com uma rapadura na bolsa em qualquer aeroporto, aquilo é uma arma mortal, pense nela como uma arma a ser lançada sobre o inimigo indefeso com suas HK infames.
Enquanto a CIA está caçando o Bin Laden esquecem do Zé de Croatá (Cidade incrustada no interior cearense como Falluja no Iraque), famoso terrorista disfarçado de cozinheiro especialista em farinha com torresmo, esquecem tambem do Manel de Novo Oriente (uma espécie de Tikrit cearense), esses famigerados terroristas darão inicio ao ataque inicial.
O ataque final é dominar a capital amaricana e para isso mandaremos nosso agente Uóchinton, junto com Gisgilene, Eliaci e Roberval o auxiliando.
O pobre Jack Bauer não tem chance alguma, como prender homens acostumados a comer calango com palma, não consegue nem distinguir “tingui” de “mandacaru”, quanto mais prender essa gente, olhe que todos são treinados em São Paulo, fazem todo tipo de treinamento, clonar cartão, sequestro, roubo a banco, transporte de caça-niquel, etc. Os que não são bem sucedidos para serem espiões cearense em nome da causa são mandados de volta a sua cidade natal com um sotaque elegantíssimo aprendido em Capão Redondo (Bairro chique que abriga Nordestinos) chiando mais que rádio a pilha com bombril enrolado na antena.
Mas não contarei o final da temporada, aguarde para assistir na globo, isso se como de praxe não cancelarem o contrato e reprisarem a primeira temporada por 3 anos seguidos.

4 thoughts on “24 Horas: Invasão Cearense (7 ° temporada)”

  1. ahuahuahuhauhauhuahuahuah putz vc se superou hauhauhauhuahuahuahauh ja pensou em escrever um livro ? jhuahuahua

    “Essa linguagem própria no dialeto cearensês na verdade esconde uma fantástica criptografia fonética que ludibria os agentes espiões,” O_O karalho hauhauhuahu tu passou o dia todo fazendo isso neh ?!?!?! hauhauhuahuahuha por isso a sead non sai do canto hauhauhauhauhauhua porra ta massa :D..to aguardando a proxima edição deste episódio hauahuha

  2. na verdade eu tava procurando na net sobre os proximos episodios de 24 horas porque gosto de saber o fim de filme e eis que numa inspiração divina saltou da minha mente esse roteiro onde meu povo vai até aos infiéis e em nome de meu padim padi cicero domina os istêitis e implanta o forró como música central no Grammy, substitui Shakespeare por literatura de cordel, Lampião na história ao invés da guerra da secessão, etc…
    Cearenses de todo o mundo, univos nessa “girrádi”!

Comments are closed.