Foro de São Paulo

Compreender o momento político atual vai mais além do que identificar movimentos ideológicos e alianças partidárias, tem-se antes de tudo investigar nossos representantes.

O retrocesso da América Latina (apelidada pelos especialistas políticos como "América Latrina") em direção ao esquerdismo marxista mesmo após a queda do muro tem origens na massificação das técnicas Gramscianas aplicadas pelos nossos vermelhos.

GRAMSCI 

Gramsci é o mentor intelectual da auto-proclamada esquerda, precisamente a marxista, seja ela leninista, trotkista e demais derivadas.

Gramsci deixaria Maquiavel ruborizado com sua falta de ética e descrença nos valores ocidentais que caracterizam e diferenciam o ser humano de um reles animal irracional.

O gramscianismo aplicado pelos esquerdistas brasileiros pode explicar porque assim que fora cassado, José Dirceu foi convidado pelo Partido Republicano para visitar vários estados americanos governados por… republicanos.

O gramscianismo explica porque a moral torta do PT o isenta a se coligar com partidos que sempre foram algozes de sua pregação comunista como o PL (pretenso partido liberal), o PP de Paulo Maluf e o PRB dos pastores neo-conservadores brasileiros.

O Partido Democrata sempre foi o aliado da esquerda mundial dentro dos USA, eles são os liberais americanos (Liberal nos USA quer dizer toda sorte de esquerdista, não confundir com liberalismo que lá recebe o nome de libertarian). Até o seculo 19 o partido democrata era conservador, mas depois teve uma reviravolta ideológica.

O movimento neoliberal foi um movimento que tentou resgatar os valores do liberalismo clássico e teve sucesso principalmente em dois países, USA com o governo Reagan e UK com o governo Tatcher. O neoliberalismo enfrentou duas frentes de batalha, o Keynesianismo (que vigorava no mundo desde o New Deal) e o Comunismo (principalmente antes da queda do muro de Berlim). 

Então os esquerdistas no Brasil gritam fora Bush e imperialismo americano (apesar de nunca ter existido uma colônia americana no mundo o que descaracteriza imperialismo)  mas se aliam aos republicanos que representam tudo aquilo que o Bush acredita e faz.

A base de ações políticas do PT é baseada em Gramsci e difundida sem receios.

O PSDB é um partido, a exemplo do PPS, divulgador da social-democracia, portanto esquerda até a alma. A social-democracia tem caráter reformista e é representada pelas correntes keynesianas de esquerda que governam o mundo civilizado. O próprio FHC em sua recente obra destaca que ele é de esquerda. Os principais criadores do PSDB são ex-marxistas como Serra (que estava junto a Dirceu nos movimentos estudantis no inicio da década de 60) e FHC (que destacou em sua biografia que tem formação ao estilo Gramsci).

Brasil hoje é disputado por esquerda, seja ela a centrista ou a marxista. 

A MENTIRA 

Heloisa Helena, Babá e Luciana Genro foram expulsos do PT por representar o marxismo leninista e representar o lado fundamentalista do PT que tanto queriam acabar.

Mentira!

O compo majoritário (bolchevique em russo) que é liderado por José Dirceu e Genoíno desde o final dos anos 80 liderou dentro do partido um movimento para sufocar outras lideranças assim como Stálin fez décadas atrás. Expulsar os três citados apenas ajudaria a difundir que o PT não é mais comunista (mentira 1), não tolera radicais (mentira 2) e é democrático (mentira 3). Democrático todos sabem que um comunista não é, foge de sua vertente ideológica.

Se aliar com antigos desafetos principalmente ideológicos como Paulo Maluf, Jáder Barbalho, José Sarney, Orestes Quércia, entre outros, apenas faz parte da estratégia gramsciana por mais paradoxal e contraditorio que pareça.

Confundir o "senso comum" é a tática principal de Gramsci, ele afirmava que para derrotar o inimigo temos que acusá-lo do que ele é, mais ou menos como eu passar a vida toda chamando um flamenguista de flamenguista mas com um tom de acusação e deboche como se isso fosse um defeito (claro que para nós vascaínos isso é um defeito mesmo), com o tempo as pessoas passariam a identificar o flamenguista como sendo um ser deplorável por ele ser… "flamenguista"! Sem ao menos fazer um juízo de valores naquilo que estão pensando sobre ele. Fizeram isso com os generais que eram tenentistas. De tanto chamarem os presidentes no periodo pós-64 de racionários e fascistas acabaram por incluir todos aqueles que foram aliados no mesmo rol, como Roberto Campos (liberal), Mario Henrique Simonsen (liberal) e Delfim Neto. Detalhe que Delfim Neto hoje é aliado… hum! 

Outra tática é chamarem o adversário pelo que ele não é simplesmente por estar aliado. Como chamar ACM de coronel sendo que ele representa o tenentismo no lado privado e enfrentou os coronéis bahianos.

É por isso que passaram toda sua história chamando a politica do PSDB de neoliberal sendo que isso é tão contraditório quanto chamar o partido trabalhista inglês do mesmo. Isso confunde o leitor que não consegue identificar o que é neoliberalismo e ataca o adversário com o que ele não é, sempre ligando a ideologia ou movimento com a pessoa. Quem hoje diria que ACM não é coronel bahiano? ele não é, representa o tenentismo de caráter fascista, só que isso já faz parte do senso comum e nem os historiadores ousariam contestar.

Outra tática e talves a mais deplorável seja as políticas de terrorismo e guerrilha modernas como sabotagem (já comprovados no Nordeste com o algodão cearense e o cacau bahiano), a infiltração nos órgãos de propaganda e formação de opinião (universidades e jornais), formação de milícias armadas (M-S-Terras, MSLT, M-S-Tetos, etc.), entre outras práticas.

E por fim a degradação da moral e da cultura do País. Quando o PT afirma que todos fazem iguais ele está na verdade mostrando que não adianta punirmos porque os outros vão fazer do mesmo jeito, deixando a população extasiada e sem ação.

FORO DE SÃO PAULO 

Um ponto interessante é que muitos movimentos não eram comunistas nos primórdios de suas histórias. Fidel Castro não era comunista, teve o apoio do PC Cubano já no final da revolução e só realmente pendeu para o lado da USRR quando foi esnobado pelo presidente americano, isso está na biografia dele, dito pelo próprio. Os tenentistas que alimentaram a coluna prestes entre outros movimentos não eram comunistas, alguns se tornaram no decorrer do tempo.

Apesar de discordar de muitos pontos do auto-proclamado "filósofo" Olavo de Carvalho, tenho que reconhecer que o Foro de São Paulo por ele acusado, é o ponto principal para entendermos o mundo latino hoje.

Esse movimento pode explicar porque o governo federal brasileiro não tomou parte no caso da tomada das instalações da Petrobrás pelo governo boliviano. Isso está de acordo com os trabalhos do Foro de São Paulo.

Os governos latinos de esquerda hoje são consequências do trabalho do Foro, atas públicas podem demonstrar a história que está "acontencendo". Chaves, Fidel, Lula, Kirchner e Morales são consequências do Foro.

Eu poderia me ater a explicar e questionar a existencia e influência dessa organização que é aliada de todos os criminosos latinos, desde os cocaleiros bolivianos, FARCS colombianas, PCC paulista (é um movimento não se enganem) e movimentos de sem-terras, mas ainda assim seria questionada minha credibilidade.

Portanto deixo nosso presidente falar sobre o mesmo:

 http://www.info.planalto.gov.br/download/discursos/pr812a.doc

ps. caso o documento suma misteriosamente, entre em contato que envio o documento por email. 

1 thought on “Foro de São Paulo”

Comments are closed.