Rapidinha intolerância

Um cargo muito visado era de acendedor de lampião, com o surgimento da iluminação por energia elétrica esse cargo desapareceu.

O acessorista de elevador era outro cargo requintado, os elevadores mecânicos foram extintos na década de 50, o cargo desapareceu.

Eu sou tolerante com as minorias, quase todas elas, menos os retrógrados que insistem em viver em um mundo que não tolera mais o acomodado, mas não é somente com o acomodado, sou partidário de genocídio com os preguiçosos, aqueles que não querem pensar um pouco que seja ou pelo menos ter a decência de procurar aprender.

Eu, super ocupado agora a tarde, fui chamado aqui do lado para resolver um problema, outro setor, teoricamente aqueles que se acham bonitos, bacanas e importantes. Como não tinha ninguém do suporte, fui lá.

O problema era o seguinte, a pessoa não conseguia salvar um documento, só isso. Ela abria os documentos direto na rede por um drive compartilhado, por algum problema no setor a rede estava fora, ao mandar salvar o MSWord abre uma caixinha de diálogo para salvar em outro diretório já que evidentemente não poderá ser em uma pasta que não está mais acessível. Como mudou a rotina que essa Homo Sapiens estava acostumada, ficou perdida, entrou em desespero.

Esse tipo de pessoa não tem mais lugar no mundo e eu não quero viver mais no mesmo ambiente que esse pessoal. Tolero diferença cultural, preguiça de pensar não!

Rapidinha Javascript

Experimente digitar isso em uma barra de endereços e dê enter:


javascript:document.body.contentEditable='true'; document.designMode='on'; void 0;

E veja o que acontece, tente mover uma imagem de lugar, modificar o texto, etc.

Tenta isso tambem:

javascript:R=0; x1=.1; y1=.05; x2=.25; y2=.24; x3=1.6; y3=.24; x4=300; y4=200; x5=300; y5=200; DI=document.getElementsByTagName('img'); DIL=DI.length; function A(){for(i=0; i-DIL; i++){DIS=DI[ i ].style; DIS.position='absolute'; DIS.left=(Math.sin(R*x1+i*x2+x3)*x4+x5)+'px'; DIS.top=(Math.cos(R*y1+i*y2+y3)*y4+y5)+'px'}R++}setInterval( 'A()',5); void(0);

Rapidinha softwre livre – 2

A Receita Federal ia “investir” 40 milhões dos seus impostos na aquisição de licenças do pacote MSOffice com a desculpe de padronizar o parque tecnológico. Sorte nossa que o SERPRO entrou na briga e evitou esse desperdício de dinheiro suado de um povo subdesenvolvido que luta para sobreviver. Agora o SERPRO tem 7 dias para propor alternativa, que enfatizo, não é nada difícil já que a alternativa está na ponta da língua de qualquer que conheça o mínimo de tecnologia.
Se quiserem investir meus impostos em centros de tecnologia, instituições de pesquisa ou projetos sociais eu não digo nada. Podem até aumentar os meus impostos para esses fins que mesmo assim ainda me contento, agora não venham pegar meu dinheiro e doar para empresas “lobbystas” porque funcionários receberam uma caixinha para aprovar licitações desnecessárias. Se investigar mais a fundo vão descobrir quem se beneficiou nessa licitação. Ainda mais que a maioria dos funcionários não precisam mais do que o GDocs.

Falta de tempo…

Esse blog nunca foi um exemplo de assiduidade, mas ultimamente estou me superando no nível de publicações. Ou melhor, na falta de publicações.
Mas é por várias boas causas, uma delas é a empresa que estamos botando para sair do plano das idéias, já estamos totalmente legalizados, site no ar, escritório para essa semana já, materiais em prospecção e sistemas em sincronia. Como é difícil ser empresário em um país mercantilista e ainda no capitalismo selvagem corporativista. Você tem que subornar muita gente para provar que é honesto ou arcar com a burocracia e ser extirpado vivo. Como queremos começar com o pé direito desde o ínicio, as coisas são lentas.

Visitem , xinguem se não gostaram, dêem palpites, o próximo google pode sair de .

Voltei para a faculdade como citei antes, estou preparando um outro blog apenas para desenvolvimento de software, poder separar os assuntos.
Estudando para certificações, procurando curso de inglês (sugestões?) para melhorar o verbo tchubí, mudança de emprego, de cargo e de atividades…. ufa!
Fora que ainda ser pai de filho pequeno! Ontem enquando digitava e respondia alguns emails, ele ficava pulando em cima chamando a atenção, é gostoso, mas gostaria de passar mais tempo somente para ele… férias como te quiero!

Esse momento é de bastante ousadia na minha vida, vou apostar todas as fichas na empresa, correr todos os riscos, se afundar pelo menos eu poderei bater no peito e dizer que lutei, estive na guerra e voltei para casa em cima do escudo.

Rapidinha Software Livre

Muito se fala sobre a postura do Richard Stallman de criticar a indústria de games, afirmando que não é ético sobre hipótese alguma usar qualquer console de jogos.
Isso é coerente com o discurso dele, seria extranho ele falar em liberdade e se esbaldar num PS2, mas isso não quer dizer que ninguém pode jogar no PS2, apenas o Stallman tem que sustentar sua posição e ficar jogando pacman.
Deve ser um saco ser Stallman, não poder usar celular, não usar nenhum console, será que é ético tomar banho já que o sistema de administração da distribuição de água da CAGECE não é open source?