Como funciona as eleições no Brasil

O PSDB não entende como funciona eleições nesse país ou entende até demais. Há 4 anos eu escrevi sobre as postura desse partido frente ao Lula – ainda não tão forte quanto hoje – e eles só pioraram.
Vamos a uma aula sobre como funciona política no Brazil. Eu trabalhei a vida inteira em política, nasci em uma família inserida no PMDB cearense e nos meus poucos anos de experiência já sabia como funcionava.
No Brazil voce tem três caminhos: militância, relevância e apadrinhamento.

Relevante

O mais fácil é ser relevante, ou seja, ser atleta, ator, escritor ou outra profissão qualquer que te dê lembrança ao eleitor. Dificilmente você consegue perder, mas acontece. Voce se elege fácil na primeira vez e quase nunca consegue na segunda, por motivos óbvios.

Militante

Militância é o mais difícil, requer muito tempo e quase nunca tem resultado aqui. O PT entendeu isso depois de 20 anos.
O PT sempre teve e tem 30% em qualquer lugar do país, só que isso não é suficiente para ganhar nada, ainda mais se você está sozinho como eles faziam questão. PSTU, PCO e PSOL que o digam hoje, não conseguem eleger um vereador.
Observem que o PSOL nasceu “grande” porque foi uma ala desmembrada do PT, após as eleições seguintes perdeu metade ou mais de seus membros nos parlamentos, hoje tem tanta relevância quanto o PSTU.
O PT entendeu que não adianta militar, não só, eles continuam com seus 30% ou beirando isso e evoluíram para o estágio seguinte.

Apadrinhamento

É aqui que o jogo funciona. São as leis básicas do contexto político. Depois que o PT entendeu como se joga o Lula foi para +70% de aprovação.
Lembrem-se que FHC em seus tempos glórios beirava os 50%, como um candidato com menos de 50% e com oposição tão forte conseguia se eleger com tranquilidade?
Quem acha que a aprovação do governo Lula é porque o povo gosta dele ou por causa da economia não sabe como funciona política nesse país.
“É a economia estúpido!” Não apenas, isso é muito bonito para explicar algo nos US and A, aqui a coisa é só um pouquinho mais complexa.
O grande player nesse país desde a época da ditadura é o PMDB, tire o PMDB da Dilma e você só tem a militância histórica do PT que não elege nem um governador, São Paulo que o diga.
O PMDB é aquele partido que nem fede e nem cheira, já deixou de ter sentido desde os anos 80, afinal, se estamos em uma democracia, “movimento democrático” não faz mais sentido.
Porque a Dilma passou o Serra no sul e sudeste onde o PSDB é mais forte e o povo é considerado mais intelectual e “bem pensante”? Porque o PT conseguiu fazer alianças, somente isso.
No Nordeste FHC e Lula sempre foram maioria, ninguém questiona a população porque o preconceituo muito bem fundamentado que os coronéis dominam e mandam o povo votar é consenso, como se no sul e sudeste os coronéis – suavizados por lideranças políticas – fossem diferente.
Aqui no CE a grande maioria dos prefeitos do PSDB estão com Dilma e Cid. Tasso era aliado do Cid nos últimos 4 anos e o Marcos Cals foi seu secretário durante todo o período, isso demonstra porque está atrás de Lúcio Alcântara nas pesquisas.
Aqui no Ceará provavelmente só teremos primeiro turno, Dilma e Cid se elegem facilmente, as alianças são fortes e abrangem até membros de partidos da oposição. Podem até perder, afinal o futuro é incerto, mas é quase impossível.
PSDB e DEM não sabem ser oposição e precisamos de oposição. Triste que as únicas opções são partidos marxistas que não são opções.
Não adianta nada essa briga pseudo-intelectual de dossiês, passado revolucionário, quem criou o quê, etc. Povo está ca$ando para isso, vota em quem seu partido – leia-se, seu político de estimação – manda votar.

Resta esperança?

Alguns movimentos como o Partido Federalista e o Liber não vão conseguir nunca se tornarem partidos porque a lei atual inviabiliza na prática se você não tiver 1 bilhão de dólares. O único partido que conseguiu se legalizar após e legislação atual foi o PSOL, que além de ter senadores na época foi acusado de ter forjado assinaturas por militantes do PCdoB.
O grande mal desse país é o PMDB, eu que fui militante desse partido sei muito bem disso, evitem de votar nessa legenda.
Triste futuro político desse país.