Richard Stallman, o coerente!

Agora que o Java é totalmente livre [antes era apenas open source] o “judeu” da vez é o javascript.

O texto do Stallman parece ter sido escrito por alguém que não entende nada de serviços, nuvem e principalmente javascript. O que me deixa intrigado é a referência ao John Resig [criador do Jquery]

Os novos modelos tem problemas?

O problema é que os problemas reais não foram abordados e o texto não passa de um grande FUD com sugestões tão imbecis quanto impraticáveis. Javascript [no que se refere a Browser] é a tecnologia mais dificil de fechar e o código transportado são informações [no caso de JSON] e não software em si.

Hoje temos problemas sérios na questão de processamento e carregamento que precisam serem resolvidos, além de depreciação de navegadores antigos que ainda teimam em sobreviver.

Mas não vou perder tempo de responder ao lunático, prefiro atacar nos mesmos moldes, sobre sua coerência. Engraçado, RMS quer que derivem meus softwares, mas o texto dele não pode:

Copyright © 2009 Richard Stallman

This work is licensed under the Creative Commons Attribution-No Derivative Works 3.0 United States License.

5 thoughts on “Richard Stallman, o coerente!

  1. Fabrício Lemos

    O cara é muito xiita. Pessoal tem que entender que usar somente software livre pelo único fato de ser livre só vinga para alguns geeks. Vários outros fatores tem que ser levados em consideração. Nunca que os “fabricantes” de navegadores vão restringir a execução de Javascript pelo simples fato de se tratar, ou não, de software livre.

  2. Valdir Silveira Junior

    É inegável a contribuição do Stallman para o cenário que temos hoje, mas é também engraçado como ele aparenta, pra mim pelo menos, alguem que perdeu o bonde e de vez em quando grita algumas palavras de ordem. A gente, em respeito, ainda olha para trás e ouvir o que ele tem a dizer. Gosto mais do Stallman nos lembrando da filosofia por trás do soft livre do que exatamente querer se meter no trabalho dos outros, Linus que o diga.

  3. anderson fabiano

    nunca entendi bem o radicalismo do stalinman.

    nem entendo porque software tem que ser livre. se o autor deseja fazer software livre, ótimo! mas se nao quer, nao deve ser atacado como se isso fosse moralmente inaceitável.

    []s,
    – anderson

  4. Hudson Lacerda

    Stallman é coerente e entende muito bem que “computação em nuvem” não passa de propaganda enganosa.

    Além do mais, o crítico comete um erro extremamente grosseiro ao tentar apontar suposta incoerência em RMS: ocorre que textos de opinião pessoal não devem ser mudados, pois seria falsificação.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *