A revolução não será televisionada

{ January 2nd, 2012 }


cmilfont

Autor: cmilfont

Ela será twittada e com Curtir no Facebook.

A unidade federativa do Ceará está em estado de emergência decretado pelo seu governador , não pelas chuvas ou acidentes naturais como é comum no nosso país, mas por instabilidade devido uma greve geral da polícia (amanhã a polícia civil adere).

Nesse exato momento, 21:00h do dia 2 de janeiro do ano da graça de Nosso Senhor de 2012, nos principais portais jornalísticos da mídia tradicional nacional você não vê um pio sequer.

 

Em nenhum desses portais você consegue encontrar notícias sobre a calamidade que a cidade de Fortaleza passa nesse momento. A globo especificamente tem a melhor cobertura dos portais nacionais, desde que voce entre na página do estado. Se voce não tiver curiosidade de saber o que se passa na aldeia de cá, dificilmente saberá o que está ocorrendo.

Os dois principais portais – dos únicos jornais lidos pela população – mantiveram durante todo o dia a completa apatia na cobertura do que está ocorrendo, somente agora a noite as notícias começaram a chegar, depois de tentarem minimizar o que se discutia no Twitter, algumas autoridades chegaram até a dizer que era mentira e alarmismo.

OPOVO foi quem deu o maior destaque do que estava acontecendo, durante boa parte do dia o Diário sequer chegou a mencionar os arrastões e assaltos que aconteceram.

A população (o verdadeiro O Povo) denunciou durante todo o dia via Twitter em diversas hashtags e Facebook.

O exército está nas ruas, estado de calamidade e nenhuma nota no Jornal Nacional, da Record e da Verdes Mares (retransmissor da Globo aqui) – só para citar os que assisti. E pensar que não sentimos a real dimensão do que ocorreu no mundo árabe, mas temos uma certeza:

A Revolução não será televisionada.

Categories: crowds ~ ~ Trackback


Assine os comentários deste artigo.


4 Responses to “A revolução não será televisionada”

  1. 1
    Ciço

    Nem o Jornal Nacional, que é o último com notícias do dia, falou nada.

  2. 2
    Ciço

    Corrigindo: Jornal da Globo em vez de Jornal Nacional.

  3. 3
    Roger Leite

    Se não fosse o seu post eu nem faria idéia.
    Aqui em São Paulo, e em nenhuma midia vi estas notícias.
    Zuado isso hein!

  4. 4
    Fabiano Izabel

    “É preciso estar atento e forte”, já dizia a canção, caro Milfont.

    O mais curioso é que, há dias atrás, quase fechei um pacote de férias para Canoa Quebrada, sem ter a menor visibilidade sobre este imenso problema no estado.

    Parabéns pela atitude de tocar na ferida!

    Grande abraço!

Leave a Reply